Venda de imóveis cresce em MT

Venda de imóveis cresce em MT

A aquisição de imóveis em Cuiabá cresceu no 1º trimestre deste ano. Segundo o Sindicato da Habitação de Mato Grosso (Secovi), foram vendidas 2,216 mil unidades ao valor total de R$ 584,805 milhões. A quantidade é 2,30% acima da registrada mesmo período de 2016 e o valor é 0,80% maior.

Nos 3 primeiros meses de 2016 foram adquiridas 2,165 mil imóveis, entre comerciais, residenciais, por R$ 580,154 milhões. Os números foram apurados em pesquisa trimestral realizada pelo sindicato.

A venda avançou, na avaliação de Marco Pessoz, presidente do Secovi, porque aumentou a disponibilidade de imóveis. “Há muitos prédios sendo entregues e, as pessoas que deram entrada podem concluir os financiamentos após o Habite-se (permissão municipal para ocupação)”.

Além disso, a quantidade de distratos foi elevada no último ano e isso forçou as empresas a revenderem imóveis novos. “Ocorreram muitos distratos e as construtoras tiveram que renegociar os imóveis”, comenta Pessoz.

Em 2017 começa uma mudança de cenário para o segmento imobiliário e da construção civil, avalia o presidente. “Em Cuiabá, já tivemos novos lançamentos este ano, inclusive esta semana. É um sinal de que o mercado e as empresas estão mais confiantes”.

Para ele, depois de 2 anos de queda nas vendas, o segmento vislumbra a perspectiva de retomada.

TIPO DE IMÓVEL – A pesquisa do Secovi revela que a maioria dos imóveis negociados nos 3 primeiros meses de 2017 é usada. No período foram vendidas 2,216 mil unidades, sendo 85,33% ou 1,891 mil unidades com algum tempo de uso. No ano passado, de janeiro a março, foram comercializadas 1,938 mil unidades usadas ou 89,51% do total de 2,165 mil vendas.

Revela ainda que a região com o maior número de unidades comercializadas na Capital mato-grossense é a Leste, com total de 795 imóveis negociados durante os 3 primeiros meses deste ano. O volume está abaixo (-0,99%) do mesmo período do ano passado, quando foram negociadas 803 unidades.

Já o bairro com maior valor transacionado na Capital é o Jardim Aclimação, onde a venda de imóveis durante os 3 primeiros meses de 2017 movimentou R$ 68,472 milhões, acima (14%) do volume financeiro transacionado no mesmo período do ano passado, quando foram assegurados R$ 60,058 milhões com o comércio imobiliário no bairro.

Fonte: Folha Max

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>