Lava Jato e crise derrubam receita das grandes construtoras em 2016

Lava Jato e crise derrubam receita das grandes construtoras em 2016

Mais um setor da economia brasileira demonstra grave crise por causa dos três anos de Operação Lava Jato. Balanços das grandes construtoras em 2016 confirmam as perdas. Na área de engenharia, as principais empreiteiras do país tiveram queda brusca na receita, puxada pela paralisação de projetos de infraestrutura e pela crise no mercado de construção civil.

Para especialistas do setor, os efeitos da operação Lava Jato ficaram mais claros nas demonstrações financeiras neste ano, de acordo com publicação do G1. No caso da construtora do grupo Camargo Correa, a receita líquida encolheu 38% em 2016, para R$ 1,867 bilhão. Andrade Gutierrez divulgou uma receita de R$ 2,051 bilhões, 30,8% menor que em 2015. A Engevix Engenharia foi a que sofreu a maior redução percentual no ano passado, de 62%. A Odebrecht não publicou o balanço financeiro no prazo legal.

Sem poder participar de licitações da Petrobras desde 2014, estas empresas perderam contratos de grandes obras e foram obrigadas a paralisar projetos, em meio a dificuldades em obter crédito, após serem citadas por envolvimento nas irregularidades da Lava Jato.

Crise na construção civil

Em 2016, o PIB da construção civil recuou 5,2% sobre o ano anterior, agravando o desempenho já ruim da economia brasileira, que encolheu 3,6% no período, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A atividade das construtoras formais no país recuou 18,2% em 2016, segundo índice medido pelo Sinduscon-SP.

O setor de construção perdeu mais de 1,08 milhão e vagas de trabalho em 27 meses até dezembro de 2016, segundo dados da entidade. O estoque de empregos caiu de 3,57 milhões em outubro de 2014, para 2,48 milhões no fim do ano passado.

Fonte: Brasil 247

Via: Portal Vermelho

Salvar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>