Bovespa cai com pressão de commodities e cautela política

São Paulo – O principal índice da bolsa paulista operava em baixa nesta sexta-feira, com a queda em commodities e a cautela política guiando o movimento de ajuste na última sessão de fevereiro e antes do feriado de Carnaval. Continuar lendo Bovespa cai com pressão de commodities e cautela política

Bovespa opera em queda; Kroton e Estácio reduzem as perdas

A Bovespa passou a operar em queda nesta segunda-feira (6), após cair 1,63% na semana anterior. As ações da Estácio e da Kroton lideram as perdas do dia, após a Superintendência do Cade apontar que a união entre as empresas é anticompetitiva. Continuar lendo Bovespa opera em queda; Kroton e Estácio reduzem as perdas

Em tempos difíceis, BTG recomenda 4 ações de construtoras

O que comprar

São Paulo – As construtoras têm enfrentado tempos difíceis com o atual cenário econômico. A falta de crédito, a taxa de juros elevada e fraca demanda por compra de imóveis têm impactado o desempenho destas companhias também na Bovespa. Continuar lendo Em tempos difíceis, BTG recomenda 4 ações de construtoras

Caixa eleva financiamento e construtoras têm dia de alta

São Paulo — As ações de construtoras dispararam nesta segunda-feira (18), após a notícia de que a Caixa Econômica Federal irá elevar o teto do valor de imóveis que podem ser financiados. O IMOB, índice do setor imobiliário, chegou a subir 2,4% durante o dia. Continuar lendo Caixa eleva financiamento e construtoras têm dia de alta

Construtoras de MT tentam driblar a crise

Imóveis com descontos que chegam a 15%, brindes que incluem mobília ou viabilidade de financiamento por meio de subsídio da própria empresa. Estas são algumas ações que construtoras mato-grossenses estão realizando para driblar as dificuldades apresentadas pelo mercado imobiliário mediante prejuízos provocados pela crise econômica. Continuar lendo Construtoras de MT tentam driblar a crise

EUA monitoram obras da Odebrecht no exterior e apontam sinais de corrupção

A diplomacia americana monitorou os negócios da empreiteira brasileira Odebrecht no exterior e apontou para suspeitas de corrupção em obras espalhadas pelo mundo na segunda gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (2007-2010). Telegramas confidenciais do Departamento de Estado americano revelados pelo grupo WikiLeaks relatam ações da empresa brasileira e suas relações com governantes estrangeiros. Lula é citado em iniciativas para defender os interesses da Odebrecht no exterior. Continuar lendo EUA monitoram obras da Odebrecht no exterior e apontam sinais de corrupção